Verbo Web: Eleições 2010: Sem humoristas e sem graça. Mentira.

O Bléh (portanto eu) retorna às ruas, e desde então muita coisa passou debaixo da ponte: o Brasil saiu da Copa, Dunga xingou a torto, no jogo do bicho todos apostaram no polvo, vlogueiros explodiram, estreou o Curling em São Paulo… E aí vai.

Mas o que ferve hoje na internetz é a corrida eleitoral – todo ano par, o circo se arma e a comédia rola solta; um circo só de palhaços, já aviso, e nem todo mundo está convidado. O menos engraçado desta vez é o rigor de uma lei já antiga, que agora faz doer nos ‘humoristas’; alegam ‘censura’, fizeram passeata, xingam muito no tuínter, um mimimi desgraçado. Fato é: não podem fazer chacota, imitações ou o raio que o parta com qualquer personagem das eleições. Nada.

Não que o humor esteja fora das eleições deste ano, MUITO pelo contrário; Tiririca, por exemplo, mais engraçado que a maioria dos stand-ups tupiniquins, driblou a lei se candidatando, livre está para fazer suas piadas no horário nobre. Ora menino! Na internet então, as colagens de Dilma-gaga, Serra-comedor, jingles criativos (ou não) e até compilações dos piores deputados possíveis rolam por aí soltinhos da silva – se por um lado bate aquela tristeza ao notar o nível baixo dos candidatos, por outro é uma boa forma de evitar que os cretinos subam ao poder, espalhando o quão podre são. Portanto não é bem correto dizer que essa eleição não tem graça.

Claro, vamos torcer pelas ótimas imitações dos candidatos, as abordagens super relevantes e as perguntas inteligentes do humor brasileiro; que tudo volte ao marasmo de antes. Mas… se não rolar, que os ‘humoristas’ encontrem meios ímpares de driblar a censura; ora pois, se os músicos conseguiam driblar a DITADURA nos anos 70, não é possível que o pessoal do humor, irreverente, criativo, acima de qualquer suspeita não consiga fazer humor sem usar bonecos.

Essa é a primeira eleição que realmente caiu nos braços da galerë da internet; geral fiscalizando nos tuínters, nos órkãts, galera ficando fã no feicibúk, os candidatos tuitando, estagiários sendo demitidos de campanhas. Até debate online, com perguntas de internautas já aconteceu. Confiando no humor nacional como confio (embora não pareça), tenho certeza que vão conseguir pedalar pra cima da lei e se livrar disso tudo. O Tiririca já conseguiu, espero que digitem o número dele somente pra ver a cara do caboclo. Ô candidato lindo! Depois, corrijam, por obséquio.

@BrunoMasei

Coluna publicada no Jornal Bleh Ago/2010:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s